História da Bandeira Brasileira


A Bandeira brasileira antes de ser como ela é nos dias de hoje, passou por diversas transformações no decorrer dos anos até chegar ao que conhecemos hoje. E o  ritapolis.com vem partilhar essas informações, até mesmo porque exitem muitas pessoas que ainda desconhecem.

Bandeira da Ordem de Cristo-1332 -1651

A Ordem de Cristo, rica e poderosa, patrocinou as grandes navegações lusitanas e exerceu grande influência nos dois primeiros séculos da vida brasileira.

A cruz de Cristo estava pintada nas velas da frota cabralina e o estandarte da Ordem esteve presente no descobrimento de nossa terra, participando das duas primeiras missas. Os marcos traziam de um lado o escudo português e do outro a Cruz de Cristo.

Bandeira Real – D. Manoel-1500 – 1521

Era o pavilhão oficial do Reino Português na época do descobrimento do Brasil e presidiu a todos os acontecimentos importantes havidos em nossa terra até 1521.

Como inovação apresenta, pela primeira vez, o escudo de Portugal.

Bandeira Real-D. João III-1521

O lábaro desse soberano, cognominado o “Colonizador”, tomou parte em importantes eventos de nossa formação histórica, como as expedições exploradoras e colonizadoras, a instituição do Governo Geral na Bahia em 1549 e a posterior divisão do Brasil em dois Governos, com a outra sede no Maranhão.

Bandeira Sob Domínio Espanhol-1616-1640

Este pendão, criado em 1616, por Felipe II da Espanha, para Portugal e suas colônias.

Assistiu às invasões holandesas no Nordeste e ao início da expansão bandeirante, propiciada, em parte, pela “União Ibérica”.

Bandeira Real D. João IV ou Restauração-1640-1683

Também conhecida como “Bandeira de D. João IV”, foi instituída, logo após o fim do domínio espanhol, para caracterizar o ressurgimento do Reino Lusitano sob a Casa de Bragança O fato mais importante que presidiu foi a expulsão dos holandeses de nosso território. A orla azul alia à idéia de Pátria o culto de Nossa Senhora da Conceição, que passou a ser a Padroeira de Portugal, no ano de 1646.

Bandeira do Principado do Brasil-1645-1816

O primeiro pavilhão elaborado especialmente para o Brasil.

D João IV conferiu a seu filho Teodósio o título de “Príncipe do Brasil”, distinção transferida aos demais herdeiros presuntivos da Coroa Lusa.

A esfera armilar de ouro passou a ser representada nas bandeiras de nosso País.

Bandeira de D. Pedro II – Portugal-1683-1706

Esta bandeira presenciou o apogeu de epopéia bandeirante, que tanto contribuiu para nossa expansão territorial. É interessante atentar para a inclusão do campo em verde (retângulo), que voltaria a surgir na Bandeira Imperial e foi conservado na Bandeira atual, adotada pela República.

Bandeira Real  Século XVII-1600 -1700

Bandeira Real Século XVII (1600 – 1700).

Esta bandeira foi usada como símbolo oficial do Reino ao lado dos três pavilhões já citados, a Bandeira da restauração, a do Principado do Brasil e a Bandeira de D. Pedro II, de Portugal.

Bandeira do Reino Unido do Brasil-1816-1821

Criada em conseqüência da elevação do Brasil à categoria de Reino, em 1815, presidiu as lutas contra Artigas, a incorporação da Cisplatina, a Revolução Pernambucana de 1817 e, principalmente, a conscientização de nossas lideranças quanto à necessidade e à urgência de nossa emancipação política.

O Brasil está representando nessa bandeira pela esfera armilar de ouro, em campo azul, que passou a constituir as Armas do Brasil Reino.

Bandeira do Regime Constitucional-1821-1822

A Revolução do Porto, de 1820, fez prevalecer em Portugal os ideais liberais da Revolução Francesa, abolindo a monarquia absoluta e instituindo o regime constitucional, cujo pavilhão foi criado em 21 de agosto de 1821.

Foi a última bandeira Lusa a tremular no Brasil.

Bandeira do Império do Brasil-1822-1889

Criada por Decreto de 18 de setembro de 1822, era composta de um retângulo verde e nele, inscrito, um losango ouro, ficando no centro deste o Escudo de Armas do Brasil.

Assistiu ao nosso crescimento como Nação e a consolidação da unidade nacional.

Bandeira Provisória-15 a 19 Nov.1881

A República acabava de ser proclamada e o novo regime buscava em todos os seus atos e nos mínimos detalhes a sua afirmação política.

Um dos primeiros atos referiu-se à Bandeira. Foi feita uma bandeira que era uma cópia da bandeira americana, só que em verde e amarelo.

Foi repudiada pelo povo e pelos próprios republicanos, suscitou tal oposição que, durou apenas quatro dias, e foi substituída pela atual.
Esta band

eira foi hasteada na redação do jornal “A Cidade do Rio”, após a proclamação da República, e no navio “Alagoas”, que conduziu a família imperial ao exílio.

Bandeira Atual

Decidiu-se então manter o losango em fundo verde, mas menor, sem tocar as bordas e, no centro, foi desenhado o globo azul, com estrelas e a faixa com a frase “Ordem e Progresso”.

Esta conservou as cores verde e amarela, que, além de representarem as Casas Reais de Bragança e Hadsburgo-Lorena, representavam ainda: o verde – nossos mares e florestas;

o amarelo – a riqueza de nosso solo.

O azul e o branco dizem respeito às cores da Bandeira lusa, ao tempo de Afonso Henriques, 1º rei de Portugal.

As estrelas, no céu de primavera, fixam a presença ideal de todos os Estados, na noite da Proclamação da República, no Rio de Janeiro.

Cortando a esfera aparece a faixa branca com o dístico “Ordem e Progresso”, grafado em letras verdes, lema que sugere a dinâmica da vida nacional.

A faixa branca significa o Equador Terrestre, daí porque apenas uma estrela está colocada acima dos hemisfério norte, representado pela estrela “Spica”.

O projeto da Bandeira foi aprovado e entregue, para sua execução, ao pintor Décio Vilares. Ao astrônomo Manuel Pereira dos Reis coube a localização das estrelas.

Sobre ritapolis

www.ritapolis.com
Esse post foi publicado em Fique Sabendo. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s