Feijão Tropeiro Mineiro


Há várias histórias que cercam a origem desse prato. Alguns falam que surgiu quando as tropas de gado eram tocadas do Rio Grande do Sul para o Paraná e São Paulo. Outros que surgiu quando os tropeiros que faziam o transporte do ouro entre as Minas Gerais e o Rio de Janeiro através da antiga Estrada Real.
O certo é que a mistura de feijão sem caldo, farinha de mandioca,linguiça, toucinho e carne seca surgiu da necessidade de um prato que fosse facilmente conservado e preparado nas estradas, nos acampamentos dos tropeiros.
Hoje o feijão tropeiro é um clássico da comida mineira, tem sabor à Minas Gerais mas é apreciado em todo o Brasil e acompanha tanto a carne de porco quanto o tradicional churrasco.
Deixo aqui a receita da minha irmã Cecília, que faz sucesso tanto acompanhado de uma costelinha de porco quanto de uma carne de boi na brasa.

Ingredientes

1/2 kg de feijão
1/2 kg de toucinho para torresmo (barrigada)
1 colher (sopa) de álcool
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 kg de lingüiça de porco
1 maço de couve-manteiga
3 colheres (sopa) de manteiga
3 cebolas médias fatiadas
3 dentes de alho amassados
2 xícaras (chá) de farinha de mandioca
1 xícara (chá) de cebolinha verde picada
sal a gosto

Modo de Preparar

Lave o feijão, coloque-o numa panela de pressão com 1 litro de água e leve ao fogo por 30 minutos, sem deixar que cozinhe demais os grãos devem ficar inteiros e mais duros do que de costume.

Retire da panela e coe imediatamente, para interromper o cozimento.
Reserve.
Corte o toucinho em cubos, coloque numa tigela, junte o sal, o álcool e o fermento e misture.
Numa panela, coloque 1/2 copo de água, adicione os cubinhos de toucinho e frite-os em fogo baixo.
Quando amarelar (mas ainda estiver claro), retire o torresmo do fogo, coloque sobre uma peneira e deixe escorrer.
Em seguida, aqueça muito bem a gordura que ficou na panela, coloque o torresmo escorrido e frite até dourar.
Tome cuidado para que não fique muito escuro e amargo.
Coloque sobre papel absorvente e reserve.
Pique a lingüiça de porco, coloque-a numa frigideira e refogue, pingando um pouco de água, de vez em quando, para que frite em sua própria gordura.
Reserve.
Limpe, lave e seque as folhas de couve.
Sobreponha as folhas, enrole e corte em tiras bem finas.
Coloque na mesma panela em que foi preparada a lingüiça e refogue.
Acerte o sal e reserve.
Numa frigideira, derreta a manteiga, junte a cebola e o alho e refogue até a cebola dourar.
Acrescente a farinha de mandioca, misture e, sem parar de mexer, deixe torrar.
Adicione o feijão, a lingüiça e a couve e misture.
Coloque a cebolinha, acerte o sal e deixe no fogo por mais 2 minutos, mexendo sempre.
Trans¬fira para uma cumbuca ou travessa, adicione os torresmos, misture e sirva.
Se preferir, sirva os torresmos à parte.

Sobre ritapolis

www.ritapolis.com
Esse post foi publicado em Receitas Mineiras. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s