Séculos XIX e XX


Recessão econômica e revolução reprimida. Minas inaugura o século XIX em relativa decadência. Mas é na adversidade que o homem cresce e os mineiros souberam aproveitar bem as lições do passado.
Em 1800 já era o estado mais populoso do país, com forte organização político-administrativa. A grande população soube responder à vocação política e teve papel importante nos principais acontecimentos do século. A economia deu uma guinada.

Fábricas de ferro, técnicas inovadoras de mineração e tecelagem foram incentivadas.

A agricultura desenvolveu-se a partir da terceira década, com a lavoura cafeeira.

O café entrou pelo Vale do Paraíba, alcançou a Zona da Mata e se transformou no principal produto da província.

O “ouro amarelo” dava lugar ao “ouro verde”. Para escoar a produção foram construídas estradas, linhas férreas. Surgia a “União e Indústria”, ligando Juiz de Fora a Petrópolis, no Estado do Rio de Janeiro. Era a primeira estrada com características modernas do país.

O café seria o principal produto até o crack de 1929, quando a superprodução teve que ser queimada às toneladas. A agricultura mineira é forçada a se diversificar e a pecuária se estabelece como importante atividade econômica.

O estado tem hoje o maior rebanho bovino do país. Tudo sem esquecer a mineração, com a modernização das técnicas de extração e a descoberta de jazidas que recheiam as montanhas mineiras.

Minas consolidava sua posição de vanguarda entre os demais estados da nação. Quando foi proclamada a República em 1889, Minas Gerais já era a segunda economia do país, atrás apenas do Estado de São Paulo. Sete anos depois seria inaugurada a nova Capital e a primeira cidade planejada do Brasil: Belo Horizonte.
Além de seu poder econômico, Minas ainda conta com um grande patrimônio: a política. Aliás, política é considerada uma manifestação de arte pelos mineiros. Nos finais da década de 1920, o Estado institui o voto secreto, exemplo de democracia ainda não adotado no país. Muitos políticos de renome e presidentes saíram das montanhas para governar os rumos do Brasil. Diga-se de passagem: Minas Gerais é o estado que mais presidentes deu ao Brasil. Fonte:/www.idasbrasil.com.br

Sobre ritapolis

www.ritapolis.com
Esse post foi publicado em Minas Gerais e Seu Passado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s