Barroco e Rococó…


barroco-no-brasil-7No século XVI, na Itália,  surge um estilo de Arte chamado Barroco, criado por Borromini. Essa arte se desenvolveu até o século XVIII.
Barroco vem do françês ‘barroque’, que significa extravagante, mas a palavra tem origem portuguesa, com o significado de ‘pérolas irregulares’.
Nas obras  existe movimento, jogo de luzes e sombras e muita emoção, além de muitos e muitos detalhes.

barroco-no-brasil-7

A Igreja financiou obras de arte, principalmente, para decorar as paredes de seus templos e atrair novamente os fiéis. Assim, santos e anjos movimentam-se como seres vivos nas pinturas e céus parecem de verdade.

A Igreja de São Pedro, em Roma, é exemplo da transição da Renascença para o Barroco. O projeto é de Michelângelo e uma das esculturas mais importantes  é “La Pietá” Os mais importantes artistas da época: Rubens, El Greco, Velasquez , Rembrandt e claro, Michelângelo. Êxtase de Santa Tereza, de Bernini, é uma das obras primas do Barroco. 

 

barroco-no-brasil-7A Arte Barroca desenvolveu-se inicialmente na Europa, na virada do século XVI para o XVII, em um contexto de reviravoltas políticas e religiosas.

Era a época das Guerras Civis Religiosas, provocadas pela tensão entre as Reformas Protestantes e a Contrarreforma Católica. De forma semelhante à arte do Renascimento, o Barroco também se dedicou a temas tanto da cultura clássica (grega e romana) quanto da cultura cristã.

Entretanto, os temas sacros tiveram maior relevância dentro da arte barroca, em especial no Brasil do século XVIII.

barroco-no-brasil-7A Capitania de Minas Gerais, que foi o centro da atividade mineradora no Brasil Colônia, viveu o apogeu das artes no Brasil oitocentista. O chamado Barroco Mineiro constituiu-se a partir de várias influências artísticas, vindas tanto de outras regiões da colônia, como o Rio e Janeiro e Salvador, quanto de Portugal. A grande movimentação comercial de Minas Gerais à época agitava também a esfera cultural. Somou-se a isso a forte influência que teve o catolicismo popular na formação de irmandades leigas, isto é, associações de pessoas, geralmente artistas, profissionais liberais e até mesmo escravos, que tinham, ao mesmo tempo, a prática da devoção religiosa e da assistência mútua.

barroco-no-brasil-7Grande parte das construções arquitetônicas monumentais de cidades como Ouro Preto, Mariana e São João Del Rei, foi, direta ou indiretamente, realizada por essas irmandades. No interior das igrejas (cujo estilo também recebia a alcunha de Rococó), eram instaladas as esculturas e pintadas, geralmente nos tetos, várias imagens. Os temas, tanto das pinturas como das esculturas, como dito, concentravam-se em referências cristãs, da tradição da arte sacra.

Um dos exemplos mais espetaculares é o teto da Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, pintado por Manuel da Costa Ataíde, que pode ser visto na imagem ao lado.

barroco-no-brasil-7Além das pinturas que dominam todo o teto, a Igreja de São Francisco de Assis, ainda conta com adornos em ouro e prata e esculturas de Aleijadinho, escultor e arquiteto responsável também pelo projeto dessa mesma igreja.

Aleijadinho, ao lado de Antônio Francisco Lisboa, Manuel da Costa Ataíde e Mestre Valentim, formou o principal grupo de artistas do Barroco Mineiro.

barroco-no-brasil-7Além da Igreja de São Francisco, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário (ver imagem no topo), também em Ouro Preto, é um dos principais símbolos da arte barroca mineira, em virtude de sua suntuosidade e da forma como foi construída.

Em se tratando de materiais para a confecção das peças artísticas, os artistas mineiros tiveram que improvisar, haja vista que nem sempre podiam desfrutar dos melhores recursos vindos de Portugal, como registrou o historiador Arno Vehling:

[…] Havia dificuldade para a importação de materiais da Metrópole – a ausência de azulejos provocou prodígios de improvisação nas decorações. Também a quantidade de artífices locais – brancos, mulatos e negros alforriados – favorecia as inovações e o uso de material da terra. A escultura em pedra-sabão é o melhor exemplo disso.” [1]

Esses novos recursos, como a pedra-sabão, eram abundantes em Minas. Esse fator acabou proporcionando a confecção de grandiosos ornamentos, detalhes e esculturas de variadas formas, inspiradas nos modelos barrocos do norte de Portugal, como completa Vehling:

A abundância de recursos possibilitou construções e interiores mais rebuscados e grandiosos, sob a influência da arquitetura do Norte de Portugal, mais leve que a austera arquitetura do Sul. As diferenças de detalhe foram igualmente significativas: as cúpulas tenderam a desaparecer, passando a existir duas torres e duas janelas na facha, separadas por um medalhão.” [2]

NOTAS:

[1] Wehling, Arno; Wehling, Maria José C. De M. A formação do Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994. p. 285.
[2] Idem. p. 285-86.

Fonte:http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiadobrasil/barroco-mineiro.htm

Rococó

O Rococó vem do termo francês ‘rocaille’, que significa concha. É bem decorativo e surge no final do Barroco, no século XVIII.
É uma arte que surgiu para a nobreza, com tons pastéis, rosados, bem como desenhos a pastel.
Decoração com conchas, guirlandas, anjos, móveis cinzelados e dourados, tudo sinuoso e simétrico. Uma ilusão de profundidade e inesperadas perspectivas. Bem exagerado, ’empetecado’. Sèvres e  Vincenes são cidades francesas que possuem um acervo considerável do estilo Rococó.

barroco-no-brasil-7Na pintura destacaram-se  os italianos Canaletto e Francesco Guardi. Este último utiliza muita luz em seus quadros, tornando-se o precursor dos impressionistas.
A maior representação do estilo Rococó são os móveis Luiz XV, que muitas pessoas gostam de usar até hoje.
Um dos expoentes do Rococó foi Jacques Louis David, que acaba criando uma nova arte: o Neoclássico!
Enfim, o Rococó caracterizou-se como uma pintura da nobreza, portanto distanciada do povo.
Esse mesmo povo que sofreu e revoltou-se iniciou, em 1789, a Revolução Francesa.

barroco-no-brasil-7.jpgÉ na suavidade do estilo rococó mineiro (a partir de 1760) que encontraremos a expressão mais original do Barroco Brasileiro. A extrema religiosidade popular, sob o patrocínio exclusivo das associações laicas, se expressa em um espírito contido e elegante, gerando templos harmônicos e dinâmicos de arquitetura em planos circulares, com graciosa decoração em pedra sabão.

As construções monumentais são definitivamente substituídas por templos intimistas de dimensões singelas e decoração requintada, mais apropriados à espiritualidade e condições materiais do povo da região.

barroco-no-brasil-7.jpgUm dos exemplos mais bem-acabados deste estilo pode ser contemplado na Igreja da Ordem Terceira de São Francisco de Assis da Penitência (1767), cujo risco, frontispício, retábulos laterais e do altar-mor, púlpitos e lavabo são de autoria do Aleijadinho. A pintura ilusionista do teto da nave (1802) é de um dos mais talentosos pintores barrocos, Manoel da Costa Athayde (1762-1830). Destaca-se ainda a parceria dos dois artistas nas esculturas em madeira policromada (1796-1799) representando os Passos da Paixão de Cristo para o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas do Campo. No adro deste mesmo Santuário, Aleijadinho deixa o testemunho mais eloqüente de seu talento artístico: seus doze Profetas em pedra-sabão (1800-1805).

barroco-no-brasil-7No Rio de Janeiro a presença lusitana se faz sentir mais fortemente. Distingue-se das outras cidades por uma tendência à sobriedade neoclássica, reforçada pelas influências no Brasil da reforma pombalina. Na arte civil (ex.: Passeio Público de 1779-1785 e Chafariz da Pirâmide de 1789) e sacra de Mestre Valentim o perfeito equilíbrio entre os postulados racionais do classicismo, a dinâmica do barroco e um certo sentido de preciosismo e delicadeza da estética rococó, sintetiza brilhantemente o espírito da arte carioca da segunda metade do século XVIII.

Fonte desde texto: http://sandracajado.com.br/2010/10/18/o-barroco-e-o-rococo/

http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfMrIAB/rococo-mineiro

 

 

Sobre ritapolis

www.ritapolis.com
Esse post foi publicado em Minas Gerais e Seu Passado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s