Catolicismo no Brasil


Desde o século XVI o Cristianismo tem sido a principal religião do Brasil, predominando com a Igreja Católica Romana.
O catolicismo no Brasil foi trazido por missionários que acompanharam os exploradores e colonizadores portugueses nas terras do Brasil. O catolicismo possui grande presença social, política e na cultura do Brasil. Nos séculos passados era uma força dominante, influenciava a política e seu autoritarismo era capaz de punir os que não os seguiam e alguns estudos de sua história, aborda relatos e fatos onde a igreja católica mandava até mesmo matar pessoas, por ordens que não eram acatadas e muitas vezes por não seguirem a religião com obrigatoriedade.

História

O Cristianismo chegou ao Brasil já no descobrimento e lançou profundas raízes na sociedade. Em 1549, seis jesuítas da Companhia de Jesus acompanharam o Governador Geral Tomé de Souza, estes eram chefiados pelo Padre Manoel de Nóbrega, em 1580 os carmelitas descalços chegaram ao Brasil e em 1581 as missões dos beneditinos tiveram início.
Durante o século XVI e XVII, o governo português, representado pelos governadores gerais, buscou o equilíbrio entre o governo central e a Igreja Católica, com o intuito de diminuir e administrar os conflitos existentes entre os missionários, os colonos e os índios.
Com isso, o estado controlava a atividade eclesiástica da colônia por meio do padroado, assim arcava com o sustento da igreja e ganhava a obediência e o reconhecimento da Igreja.
Além disso, o estado nomeava os bispos e párocos e concedia licenças para a construção de novas igrejas, ajudando financeiramente todo este processo.

Logo após a Proclamação da república, foi decretada a separação entre o Estado e a Igreja, assim a república acabou com o padroado e reconheceu o caráter leigo do Estado, garantindo a liberdade religiosa. O governo de Getúlio Vargas foi marcado pela aprovação da Constituição de 1934, onde prevê uma colaboração entre a Igreja e o Estado, neste momento foram atendidas várias reivindicações católicas, tais como: Aulas religiosas facultativas nas escolas públicas e a presença do nome de Deus na constituição.

Hoje, a Igreja Católica é constituída por três vertentes, são elas:
– O clero tradicionalista, onde são defendidas práticas ortodoxias e o conservadorismo;
– Teologia da Libertação, uma espécie de esquerda eclesiástica;
– Renovação Carismática, movimentos vigorosos e mais recentes da Igreja.

As principais tradições populares católicas no Brasil são:
– Peregrinação à Nossa Senhora da Aparecida (Padroeira do Brasil);
– Círio de Nazaré;
– Festa do Divino.

Atualmente muitas comemorações foram surgindo, e seria preciso um estudo muito aprofundado para discutirmos aqui e apontá-los com mais precisão. Mas como um exemplos simples, podemos citar as festas onde cada estado comemora ao seu padroeiro. No Rio de Janeiro se comemora o dia de São Sebastião, assim como Ritápolis comemora o dia de Santa Rita de Cássia. E assim difundiu cada vez mais  a popularização de festas religiosas em todo Brasil.

Sobre ritapolis

www.ritapolis.com
Esse post foi publicado em Minas e a Religião. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s